Unielfa

Desgaste, imunidade ou inflamação são causas de dores nas articulações

Dores nas articulações podem ser sintomas de chicungunya, artrite e artrose. Você conhece a terapia biológica como forma de tratamento? Será que ela funciona em todos os casos? As doenças provocadas pelos mosquitos se espalham pelo país. O vírus da zika faz estragos e a febre chicungunya também, que aliás, tem se mostrado uma doença mais grave do que parecia ser. Há dois tipos de vírus que causam a chicungunya, por isso, as pessoas podem pegar a doença duas vezes. Dores nas articulações podem ser sintomas de uma série de doenças, só as reumáticas são mais de 200 tipos. Elas são causadas por desgaste das articulações, por problemas no sistema imunológico ou por processo inflamatório. As mais frequentes são: artrose ou osteoartrite, frequente nas mulheres, gota, frequente nos homens, e artrite reumatoide, que pode levar às deformidades e dificuldades para caminhar e realizar tarefas com as mãos. A artrite é uma doença que compreende a inflamação de uma ou mais articulações (artro se refere à articulação, e itis à inflamação). A inflamação da articulação é a reação do corpo a diferentes processos de doenças, entre os quais estão a lesão mecânica de uma articulação (incluindo fratura), presença de infecção (geralmente causada por bactérias ou vírus), um ataque do próprio corpo às articulações (uma doença auto-imune) ou o desgaste acumulado das articulações. Normalmente, a inflamação desaparece depois de a lesão ter sido curada, de a doença ter sido tratada ou depois que de a infecção ter sido eliminada pelo sistema imunológico, em algumas ocasiões com a ajuda de antibióticos. Em algumas lesões e doenças, a inflamação não desaparece ou a destruição produz dor e deformidades prolongados, o que se considera artrite. Há mais de 100 tipos de artrites, com muitas causas diferentes possíveis. Nos Estados Unidos, a osteoartrite é a variedade mais comum da doença, que resulta geralmente de anos de desgaste acumulado das articulações, e tende a ser apresentada por idosos nas articulações dos quadris, joelhos e dedos. A gota aparece em pessoas com mais de 40 anos e é causada pela formação de cristais de uréia nas articulações, o que gera inflamação. A gonorréia é uma infecção bacteriana que causa o que se denomina de artrite infecciosa. Os transtornos auto-imunológicos, como a artrite reumatóide, o lupus e o escleroderma, também podem causar artrite. Nestas doenças, algo funciona mal no sistema imunológico e este ataca partes sadias do corpo (como as articulações).   CAUSAS E FATORES DE RISCO A artrite pode se apresentar em homens e mulheres de qualquer idade. Cerca de 37 milhões de pessoas nos Estados Unidos têm algum tipo de artrite – quase 1 em cada 7 pessoas. Em pessoas acima de 55 anos, as mulheres apresentam maiores possibilidades de sofrer de osteoartrite. Outros fatores de risco para a osteoartrite são a obesidade, antecedentes de trauma e várias doenças genéticas e metabólicas. Algumas das doenças que causam artrites são:• Osteoartrite• Lupus eritematoso sistêmico• Artrite reumatóide (em adultos)• Artrite reumatóide juvenil (em crianças)• Gota• Escleroderma• Psoríase• Infecções micóticas como a blastomicose• Espondilite anquilosante• Síndrome de Reiter / Artrite reativa• Artrite séptica• Doença de Still do adulto• Doença de Lyme-terciária (o estado tardio)• Tuberculose (artrite tuberculosa)• Infecções virais (artrite viral)• Gonorréia (artrite gonocócica)• Outras infecções bacterianas (artrite bacteriana não-gonocócica)   SINTOMAS Os pacientes com artrite podem sofrer dos seguintes sintomas:• Dor articular• Inflamação articular• Rigidez cedo da manhã• Calor ao redor de uma articulação• Vermelhidão da pele ao redor de uma articulação• Diminuição da capacidade para mover a articulação• Perda inexplicável de peso, febre ou fraqueza que se apresentem com dor articular. SINAIS E EXAMES O exame físico pode mostrar uma acumulação de líquido ao redor da articulação (chamada derrame). A articulação pode mostrar sensibilidade ao ser pressionada suavemente e pode apresentar calor ou vermelhidão, o que é mais comum nas artrites infecciosa e auto-imunológica. Pode ser doloroso ou difícil girar a articulação em algumas direções, o que é conhecido como raio de movimento limitado. Em certas formas auto-imunológicas de artrite, as articulações podem se deformar caso a doença não seja tratada. Tais deformidades são a marca registrada de uma artrite reumatóide severa que não foi tratada. Os testes variam de acordo com as suspeitas de causas e podem incluir vários exames de sangue e urina, bem como radiografias das articulações. Na artrite séptica, se extrai um líquido articular com uma agulha, que é examinado em busca de infecção. TRATAMENTO Existem muitos tipos diferentes de atrite e os tratamentos variam de acordo com a causa particular, a severidade da doença, as articulações comprometidas, o quanto afetada se encontra a pessoa, além da idade, ocupação e atividades diárias. O tratamento pode ser focado na eliminação da causa subjacente da artrite. No entanto, geralmente a causa não pode ser curada, assim que o tratamento busca reduzir a dor e o mal-estar e evitar posteriores incapacitações. É crucial seguir a terapia indicada. Os sintomas são tratados à medida do necessário, e podem ser aliviados com simples mudanças nas atividades diárias, junto a repouso e formas de exercício adequadas. Por exemplo, o exercício aeróbico de baixo impacto (como a natação) alivia significantemente a deformação articular. Em outros casos, se requer terapias mais intensivas. Geralmente, o tratamento consiste em exercícios, tratamentos com calor ou com frio, métodos para proteger as articulações, diferentes medicamentos e possível cirurgia. QUANDO PROCURAR O MÉDICO O médico deve ser procurado se a dor articular persiste por mais de 3 dias, se há uma dor articular severa e inexplicável, se a articulação apresenta uma inflamação significativa e se há muitos problemas para movê-la ou se a pele ao redor da articulação está avermelhada ou quente ao tato. Estes sintomas são de particular importância se estão acompanhados por outros sintomas inexplicáveis, como febre ou perda de peso.