Unielfa

Diabetes Gestacional: Dados de Importância

A diabetes gestacional é aquela que se apresenta durante a gravidez e muitas pessoas acreditam que após o parto ela desaparece, mas não é bem assim. Trata-se de uma condição importante que pode colocar em risco tanto a saúde da mãe como do bebê, por isso a seguir te contamos alguns dados de importância sobre a mesma. Quando uma mulher tem diabetes gestacional, requer cuidados especiais e ter um bom controle do açúcar no sangue para garantir uma gravidez saudável. As mulheres podem ter diabetes gestacional durante sua gravidez, isso é mais comum do que se acredita e, por isso, se realiza sempre um teste de diabetes na semana 24 a 28 de gestação, a fim de diagnosticá­la precocemente. A diabetes gestacional é mais comum em casos de: – Mulheres com história familiar de diabetes tipo 2. – Mulheres que já tiveram diabetes gestacional. – Mulheres com sobrepeso ou que ganharam um peso excessivo durante a gravidez. – Mulheres grávidas com mais de 30 anos. – Mulheres afro­americanas, nativas norte­americanas e hispânicas. – Gestações anteriores com bebês que pesaram mais de 4 quilos ou com alguma anomalia congênita. – As mulheres que foram fumantes ou fumam durante a gravidez. – Mulheres com hipertensão. – Mulheres que apresentam demasiado líquido amniótico. – Mulheres que tiveram um aborto espontâneo ou morte fetal inexplicável. – Mulheres com síndrome dos ovários policísticos. Cuidado da Diabetes Gestacional: É essencial que a mulher grávida tenha os níveis corretos de açúcar no sangue, já que se são elevados, podem sofrer problemas de saúde tanto ela como o feto. As consequências mais comuns da diabetes gestacional são o aumento desproporcional do peso do bebê e um maior risco de que a criança desenvolva obesidade e/ou diabetes tipo 2 na idade adulta. Para evitar isso à mãe deve comer alimentos saudáveis como verduras, frutas frescas, carnes magras, peixes e leite de baixo teor de gordura. Os alimentos integrais ajudam a controlar os níveis de açúcar no sangue, por isso a necessidade de substituir os carboidratos refinados por aqueles que são elaborados com farinhas integrais e grãos inteiros. É essencial limitar ao mínimo os alimentos gordurosos, as bebidas açucaradas e fast food. É preciso beber muita água e manter uma atividade física segura diariamente. O controle do peso é um fator crucial, assim como tomar corretamente os medicamentos indicados, conforme prescrito pelo especialista. A diabetes gestacional geralmente desaparece após o parto, mas os hábitos alimentares adquiridos durante a gravidez devem ser mantidos para que a condição não reapareça mais tarde. Amamentação Contra a Diabetes: As mulheres que tiveram diabetes gestacional podem amamentar seus bebês sem problemas. Na verdade, a amamentação ajuda a recuperar o peso normal e, por sua vez, protege as crianças de desenvolver diabetes tipo 2 na idade adulta. Conforme a criança cresce, é necessária a realização de controles de saúde, e incutir hábitos de vida saudáveis, como uma dieta adequada e atividade física regular